Carregando

Tour por Gramado

Lugares obrigatórios

A cidade de Gramado conhecida pela sua beleza natural, sua hospitalidade e pelas suas muitas opções gastronômicas, compras e de entretenimento.
Em termos de entretenimento, surgiram várias opões de parques e museus nos últimos anos, sem falar de uma grande variedade de empresas que estão tematizando seus serviços, como por exemplo, os chocolates caseiros, referência criativa em termos de tematização.
Mas dentro destas muitas opções, que na sua grande maioria são pagas, existem algumas opções de passeio que podem ser feitos a pé mesmo e totalmente grátis, e que nos levam a conhecer as origens desta cidade que se tornou referência em turismo.
No centro da cidade temos alguns dos pontos turísticos mais conhecidos e todos eles bem pertinho um do outro, visitação obrigatória.
• O Palácio dos Festivais - Cedia todos os anos o Festival de Cinema de Gramado.
• Igreja Matriz São Pedro - Foi construída originalmente em madeira, como capela, em 1917 e depois em pedras, em 1943. A construção levou 8 anos para ficar pronta. A estrutura montada em pedra basáltica bem no centro de Gramado tem vitrais sacros que causam belos efeitos luminosos, todos lembrando as passagens da vida do Apóstolo Pedro ao lado de Cristo. Sua torre tem 46 metros e inspira uma oração especial a São Pedro, padroeiro da cidade.
• Igreja do Relógio - Dedicada ao apóstolo Paulo, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil – IECLB foi inaugurada em 05 de fevereiro de 1961. Sua construção no alto de um morro e seu relógio fazem parte de um cenário que fica ainda mais bonito no verão, quando um tapete de hortênsias floresce ladeando a construção, que tornou-se um dos cartões postais de Gramado.
• Rua Coberta - Com menos de 100 metros de comprimento, a charmosa Rua Coberta é uma galeria protegida por um telhado de vidro, com trepadeiras. Reúne bares, cafés, bistrôs e algumas lojas de malha e chocolate – aqui fica o burburinho da cidade, principalmente à noite. Nos cardápios há caldos, chocolate quente, vinhos e cervejas.
Afastando um pouco mais do centro temos:
• Lago Joaquina Rita Bier - idealizado por Leopoldo Rosenfeldt, possui 17 mil metros quadrados, num espaço cercado de casas de veraneio, hotéis e araucárias com mais de 70 anos. O lago é embelezado com uma pequena ilha em seu interior. Durante o ano todo é frequentado por gramadenses e turistas que aproveitam a beleza do local para fazer caminhadas ou praticar exercícios. Este lago serve de cenário para a realização de espetáculos em época de Natal Luz.
• Lago Negro - Inicialmente chamava-se de Vale do Bom Retiro. Após um incêndio que arrasou a imensa mata existente na região, Leopoldo Rosenfeldt construiu um lago em 1953, decorando suas margens com árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha, daí o seu nome, Lago Negro. Suas águas são profundas e de um verde escuro carregado, refletindo o alto dos pinheiros que se alternam com o colorido das azaléias no inverno e o azul das hortênsias no verão. Um caminho contorna o lago e serve de trilha para caminhadas. A maior atração do lago são pedalinhos em formato de cisnes, no qual os turistas se divertem passeando por todo o lago.
Esses são alguns lugares que você deve conhecer, até mesmo, porquê foram eles que fizeram parte da origem desta cidade turística chamada de Gramado.